APONTAMENTOS SOBRE A HISTÓRIA DA EVOLUÇÃO DA LÍNGUA


Guilherme Ribeiro


OS METAPLASMAS: FENÓMENOS FONÉTICOS


      I. METAPASMOS POR AUMENTO (ADIÇÃO):.

            1. Prótese

            2. Epêntese

            3. Paragoge

      II. METAPLASMOS POR SUPRESSÃO (QUEDA):

            1. AFÉRESE

            2. Síncope

            3. Apócope

            4. Crase

      III. METAPLASMOS POR TRANSPOSIÇÃO:

            1.Metátese

            2. Hipértese

            3. Hiperbibasmo (Sístole e Diástole)

      IV. METAPLASMOS POR TRANSFORMAÇÃO:

            1. Vocalização

            2. Consonantização

            3. Nasalização

            4. Desnasalização

            5. Assimilação: Total e Parcial; Progressiva e Regressiva

            6. Dissimilação

            7. Sonorização

            8. Palatalização

            9. Assibilação

            10. Ditongação

            11. Monotongação (Redução)

            12. Apofonia

            13. Metafonia


      A língua é constituída por 'palavras'. As palavras, no escrito, são formadas por 'letras' que representam "materialmente" os sons que produzimos no oral.

      As palavras não tiveram sempre a forma que hoje apresentam. Como se sabe, a Língua Portuguesa gerou-se numa progressiva emancipação face a outras línguas, que lhe são anteriores, das quais se destaca o Latim. Ao longo de séculos foi sofrendo alterações, umas mais ténues outras mais profundas, até se constituir como sistema linguístico autónomo. Às modificações a que foi sujeita nós chamamos METAPLASMAS.

      Estes Metaplasmas manifestam-se de quatro modos:

      I. Por adição, ou acrescentamento, ou aumento;

      II. Por supressão, ou redução;

      III. Por transposição;

      IV. por transformação.

I.METAPLASMAS POR AUMENTO (ADIÇÃO)

1. Prótese

      PRÓTESE. __ Consiste no acrescentamento de um fonema em início de vocábulo:

                  stare > estar

                  Spiritu > espírito

                  Scutu > escudo

                  thunu > atum

                  mostrar > amostrar

                  levantar > alevantar

      A aglutinação do antigo artigo árabe __ al __ constitui uma maneira especial de prótese:

                  lacuna > alagoa

                  Minacia > ameaça

2. Epêntese

      EPÊNTESE. __ É o nome que se dá ao acrescentamento de um fonema em interior de palavra:

                  stella > estrela

                  Humile > humilde

                  Umero > ombro

      A Epêntese possui uma modalidade denominada suarabácti, que consiste na intercalação de uma vogal para desfazer um grupo de consoantes:

                  plano > prão > porão

                  Blatta > brata > barata

                  Grupa (do germânico Kruppa) > garupa

      Também se inclui neste fenómeno o acrescentamento do I intervocálico, para desfazer o hiato.

                  catena > cadea > cadeia

                  plenu > cheo > cheio

3. Paragoge

      PARAGOGE. __ É o nome atribuído à adição de um fonema em final de vocábulo:

                  ante > antes

                  amor > amore

                  Artur > Arturio

                  flor > flore

Índice desta página.

II. METAPLASMOS POR SUPRESSÃO (QUEDA)

1. Aférese

       AFÉRESE. __ Quando a supressão acontece em início de vocábulo:

                  acume > gume

                  Attonitu > tonto

                  Episcopu > bispo

      Um caso especial de aférese diz respeito à deglutição (o contrário da aglutinação), isto é, à supressão das vogais a e o, em início de palavra, para evitar confusões com o artigo definido ou desfazer o hiato:

                  horologiu > orologio > relógio

                  Apotheca > abodega > bodega (taberna, tasca; porcaria)

2. Síncope

      SÍNCOPE. __ Quando a supressão do fonema acontece em interior de palavra:

                  legale > leal

                  Legenda > lenda

                  Malu > mau

      A Síncope possui uma modalidade denominada HAPLOLOGIA, que consiste não na simples supressão de um fonema em interior de palavra mas na redução da primeira de duas sílabas sucessivas iniciadas pela mesma consoante:

                  bondadoso > bondoso

                  Tragicocomédia > tragicomédia

                  Formicicida > formicida

3.Apócope

      3. APÓCOPE. __ Consiste na queda de um fonema em final de palavra:

                  mare > mar

                  Amat > ama

                  Male > mal


4. Crase

      CRASE. __ É o nome que se dá à fusão de duas vogais iguais numa só:

                  pede > pee > pé

                  Colore > coor > cor

                  Nudu > nuu > nu

                  II. METAPLASMAS DE TRANSPOSIÇÃO

Índice desta página.

III. METAPLASMOS POR TRANSPOSIÇÃO

      1. Transposição de fonemas:

1.1. Metátese

      METÁTESE. __ É a transposição (mudança de um fonema para outro lugar da sílaba) de um fonema dentro da mesma sílaba. É frequente as crianças dizerem, por exemplo, merlo em vez de melro. Tal fenómeno denomina-se METÁTESE:

                  pro > por

                  Semper > sempre

                  Inter > entre

1.2. Hipértese

      HIPÉRTESE. __ É a transposição de um fonema de uma sílaba para outra:

                  capio > caibo

                  Primariu > primairo > primeiro

                  Fenestra > festra > fresta

2. Hiperbibasmo

      HIPERBIBASMO. __ Consiste na deslocação não de um fonema mas do acento tónico. Este fenómeno compreende dois tipos de transposição:

      2.1. Toma o nome de SÍSTOLE, quando o acento tónico sofre um recuo:

                  pantanu > pântano

                  Campana > campa

                  Idolu > ídolo

      2.2. Toma o nome de DIÁSTOLE, quando, inversamente, o acento tónico sofre um avanço:

                  limite > limite

                  Ponere > ponere

                  Tenebra > tenebra

Índice desta página.

IV. METAPLASMOS POR TRANSFORMAÇÃO:

1. Vocalização

       VOCALIZAÇÃO. __ Fenómeno fonético que consiste na transformação de uma consoante em vogal:

                  nocte > noite

                  Regnu > reino

                  Multu > muito

2. Consonantização

      CONSONANTIZAÇÃO. __ fenómeno inverso do anterior, consiste em transformar uma vogal em consoante. Isto sucede sobretudo com as letras ramísias (o i e o u latinos, que passaram, respectivamente a j e v):

                  iam > já

                  Jesus > Jesus

                  Uita > vida

                  Uacca > vaca

3. NASALIZAÇÃO

      NASALIZAÇÃO. __ Consiste na passagem de um fonema oral a fonema nasal:

                  nec > nem

                  Mihi > mim

                  Bonu > bom

4. DESNASALIZAÇÃO

      DESNASALIZAÇÃO. __ Fenómeno inverso do anterior, consiste na passagem de um fonema nasal a fonema vocálico:

                  luna > lúa > lua

                  Bona > bõa > boa

                  Ponere > põer > pôr

5. ASSIMILAÇÃO

      ASSIMILAÇÃO. __ A Assimilação consiste em transformar um determinado fonema em outro que seja igual ou semelhante a um que lhe é contíguo dentro da mesma palavra:

                  ipsu > isso. (o s assimilou o p, convertendo-o em s)

      A ASSIMILAÇÃO pode ser TOTAL ou PARCIAL, PROGRESSIVA ou REGRESSIVA:

      5.1. ASSIMILAÇÃO TOTAL (COMPLETA). __ Quando o fonema assimilado é igual ao fonema assimilador:

                  persona > pessoa

                  Mirabilia > maravilha

                  Per + lo > pello > pelo

      5.2. ASSIMILAÇÃO PARCIAL (INCOMPLETA). __ Quando o fonema assimilado apenas se assemelha ao fonema assimilador:

                  auru > ouro

                  lacte > laite > leite

      5.3. ASSIMILAÇÃO PROGRESSIVA. __ quando o fonema assimilador se encontra antes do fonema assimilado (um fonema assimila um outro que lhe é posterior):

                  nostro > nosso; etc.

      5.4. ASSIMILAÇÃO REGRESSIVA. __ quando, inversamente à anterior, a assimilação se opera da frente para trás (um fonema assimila um outro que lhe é anterior):

                  persico > pêssego ;

                  Captare > cattar > catar

                  Ipsa > essa

                  septe > sette > sete; etc.

6. DISSIMILAÇÃO

      DISSIMILAÇÃO. __ Fenómeno inverso da Assimilação, consiste em estabelecer uma diferenciação entre dois fonemas iguais:

                  liliu > lírio

                  Memorare > membrar > lembrar

                  Rotundu > rodondo > redondo

      A Dissimilação, às vezes, pode levar à supressão de fonemas. Quando isto acontece, recebe o nome de DISSIMILAÇÃO ELIMINADORA:

                  aratru > arado

                  Cribru > cribo

                  Rostru > rosto

7. SONORIZAÇÃO

      SONORIZAÇÃO. __ É a passagem de uma consoante surda à sua homóloga sonora. Isto só acontece se a consoante surda estiver em posição intervocálica:

            __ de p para b:

                  capio > caibo

                  lupu > lobo

                  sapui > soube

            __ de t para d:

                  civiate > cidade

                  citu > cedo

                  maritu > marido

            __ de c para g:

                  pacare > pagar

                  aqua > água

                  aquila > águia

            __ de c (+e, +i) para z:

                  acetu > azedo

                  vicinu > vizinho

                  facere > fazer

            __ de f para v:

                  profectu > proveito

                  aurifice > ourives

      A passagem de b para v recebe o nome de DEGENERAÇÃO:

            __ de b para v:

                  caballu > cavalo

                  faba > fava

                  populu > pobo > povo

8. PALATALIZAÇÃO

      PALATALIZAÇÃO. __ A Palatalização consiste na transformação de um ou mais fonemas numa palatal. Geralmente isto acontece com:

            __ n + vogal (e, i) > NH:

                  vinea > vinha

                  aranea > aranha

                  seniore > senhor

                  junio > junho

            __ l + vogal (e, i) > LH:

                  palea > palha

                  folia > folha

                  juliu > julho

            __ d + vogal (e, i) > J:

                  video > vejo

                  hodie > hoje

                  invidia > inveja

            __ pl, cl, fl > CH:

                  pluvia > chuva

                  implere > encher

                  clave > chave

                  masculu > masclu > macho

                  flamma > chama

                  inflare > inchar

            __ cl, pl, gl > LH:

                  oculu > oclo > olho

                  apicula > apecla > abelha

                  scopulu > scoplo > escolho

                  tegula > tegla > telha

            __ sc, ss (i, e) > X:

                  pisce > peixe

                  passione > paixão

                  miscere > mexer

                  russeu > roxo

            __ s (i) > J:

                  cerevisia > cerveja

                  basiu > beijo

                  ecclesia > igreja

9. ASSIBILAÇÃO

      ASSIBILAÇÃO. __ Este fenómeno consiste em transformar um ou mais fonemas numa sibilante:

            __ t + vogal (e, i) > Ç ou Z:

                  capitia > cabeça

                  lentio > lenço

                  bellitia > beleza

                  ratione > razão

            __ d + vogal (e, i) > Ç:

                  audio > ouço

                  frondea > fronça (franças)

                  ardeo > arço

            __ c + vogal (e, i) > Ç ou Z:

                  minacia > ameaça

                  Gallicia > Galiza

                  Judiciu > juízo

                  lancea > lança

10. DITONGAÇÃO

      DITONGAÇÃO. __ É esta a denominação correspondente à passagem de um hiato, ou de uma vogal, a ditongo:

                  malo > mao > mau

                  sto > estou

                  do > dou

                  arena > area > areia

11. MONOTONGAÇÃO (REDUÇÃO)

      MONOTONGAÇÃO ou REDUÇÃO. __ É o fenómeno que consiste em transformar, ou reduzir, um ditongo a vogal:

                  fructu > fruito (arc.) > fruto

                  lucta > luita (arc.) > luta

                  Auricula > orelha

12. APOFONIA

       APOFONIA. __ É o nome que se dá à mudança do timbre de uma vogal por influência de um prefixo:

                  in + aptu > inepto

                  In + barba > imberbe

                  Sub + jactu > sujeito

13. METAFONIA

      METAFONIA. __ Consiste na mudança de timbre de uma vogal tónica por influência de outra vogal, geralmente i ou u:

                  debita > dívida

                  tepidu > tíbio

                  tosso (de tossir) > tusso

                  cobro (de cobrir) > cubro

Índice desta página.


INTRODUÇÃO
-- ÍNDICE GERAL -- LÍNGUA LATINA -- FORMAÇÃO DA LÍNGUA PORTUGUESA -- LÍNGUAS ROMÂNICAS -- NOÇÕES ELEMENTARES DE FONÉTICA -- OS METAPLASMOS (FENÓMENOS FONÉTICOS) -- VOCALISMO -- CONSONANTISMO -- FORMAS DIVERGENTES E FORMAS CONVERGENTES -- PERIODIZAÇÃO DA EVOLUÇÃO DA LÍNGUA -- MORFOLOGIA HISTÓRICA -- FORMAÇÃO DO VOCABULÁRIO -- ARCAÍSMOS -- BIBLIOGRAFIA --